NOTÍCIAS

NOTÍCIAS

Mapeamento da Suinocultura Brasileira

Mapeamento_Suinocultura_Brasileira

2 de dezembro de 2016 | Comercial

A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) lançou, em 29 de novembro, um Mapeamento da Suinocultura Brasileira. Apresentado em São Paulo (SP), o estudo é inédito e traz um “raio-x” sobre o setor suinícola do país no ano 2015. Destaca-se a movimentação financeira de toda a cadeia produtiva da suinocultura e o Produto Interno Bruto (PIB), que totalizaram 150 e 62,57 bilhões de reais, respectivamente.

O Mapeamento também constatou que a suinocultura gerou 126 mil empregos diretos e mais de 900 mil indiretos; tem um plantel reprodutivo de 1,7 milhão de matrizes e abateu 39,3 milhões de animais, segundo entrevistas e dados de suinocultores especialistas em produção, associações de classe e frigoríficos. Outra informação relevante é sobre o sistema de produção, na qual a suinocultura independente representa 38% das atividades, as cooperativas 23% e a integração 39%.

Os dados do estudo ainda revelam que, para 2016, está prevista a produção de 3,8 milhões de toneladas de carne suína, um incremento de 14% em relação ao que era produzido 5 anos atrás. Também para este ano, estima-se que sejam exportadas 700 mil toneladas. Já no que tange o consumo, o Mapeamento aponta que, nos últimos 20 anos, o brasileiro aumentou em 113% a ingestão de carne suína

Segundo o site da Suinocultura Industrial, o Mapeamento da Suinocultura Brasileira recebeu um investimento de 190 mil reais, desde o planejamento até a entrega final do relatório. Além disso, o estudo teve o apoio de várias entidades ligadas ao setor suinícola, como a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) e o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan).

Fonte: Portal da Suinocultura Industrial

COMENTE SOBRE ESTA NOTÍCIA